Posts Tagged ‘poesia’

As duas velhinhas

06/06/2010

Duas velhinhas muito bonitas,
Mariana e Marina,
estão sentadas na varanda:
Marina e Mariana.

Elas usam batas de fitas,
Mariana e Marina,
e penteados de tranças:
Marina e Mariana.

Tomam chocolate, as velhinhas,
Mariana e Marina,
em xícaras de porcelana:
Marina e Mariana.

Uma diz:”Como a tarde é linda,
não é, Marina?”
A outra diz: “Como as ondas dançam,
não é Mariana?”

“Ontem, eu era pequenina”,
diz Marina.
Ontem, nós éramos crianças”,
diz Mariana.

E levam à boca as xicrinhas,
Mariana e Marina,
as xicrinhas de porcelana:
Marina e Mariana.

Tomam chocolate, as velhinhas,
Mariana e Marina,
em xícaras de porcelana:
Marina e Mariana.

Cecília Meireles

“obrigado por plantar meu presente, meu amor”

22/05/2010

O meu amor nunca se permitiu flores
Bem que te quis surpreender no laranja
dos lírios que te arrebatam
ou rosas ao teu carinho

mas o meu sempre foi vida
não se quis pintado na beleza póstuma
nem na certeza de que tudo definha

que te fizesse vê-lo repentinamente mais que na retina
refleti sobre seu melhor reflexo
e embrulhei meu amor numa semente

e um bilhete em cima.

Roberto Scalia

Esse gênio faz parte dessa banda aqui: NUDA

Blog –  TwitterMyspace

Foto: eu

seu nome

11/05/2010

tô sem fôlego.

Seu nome – Fabrício Corsaletti

sonhar…

20/04/2010

“- Dói-te alguma coisa?
– Dói-me a vida, doutor […]
– E o que fazes quando te assaltam essas dores?
– O que melhor sei fazer, excelência.
– E o que é?
– É sonhar.”
(Mia Couto – O menino que escrevia versos)

roubado de Anna