adeus Nanda.

Tenho esse blog porque gosto de dividir as coisas legais que encontro na internet com pessoas queridas (e pessoas queridas que conheço através dele) e tento não escrever sobre minha vida pessoal porque isso não é um diário. Mas acaba sendo inevitável! Escrevo sobre as coisas que leio, assisto e encontro por aí e claro que isso acontece no meu dia-a-dia.

Hoje venho aqui desabafar e mais que isso prestar minha homenagem à uma pessoa querida que veio a falecer no dia de hoje (ontem na verdade). Tô aqui trabalhando mas não consigo parar de pensar no que aconteceu e durante toda a noite sem eu nem notar as lágrimas escorrem pelo meu rosto durante vários momentos. Ainda tô em choque.

Comecei a ver aqui na internet notícias sobre um assassinato em Aldeia de uma garota que estudava Rádio e TV na UFPE e fui em busca da notícia. No momento em que estava procurando, vi uma foto no facebook de uma amiga, e não consegui acreditar no que tava vendo.  A foto era de Fernanda, ou melhor, Nanda, Nanda Mateus como ela assinava.

Assassinatos, tragédias, mortes acontecem o tempo todo e mesmo perdendo um pouco de ar a cada notícia desse tipo, acabamos acordando no outro dia, levantando e seguindo em frente. Hoje essa notícia foi mais uma, mas foi de uma pessoa que eu conhecia. Não de uma pessoa próxima, não participava da sua rotina, mal sabia das coisas da sua vida e nos falávamos pouco pela internet, mas era uma pessoa querida, e tão querida.

Acho que a encontrei no carnaval, mas no carnaval você encontra tanta gente que nem sei dizer ao certo se a vi. Mas no show de Amy Winehouse conversamos um bocado. Fazia séculos que não a via e só em passar meia hora conversando com ela fez minha noite ficar mais leve.

Aí lembro do tempo em que eu convivia com ela. Eu era 1º ano, ela 2º. Todo dia no colégio. Ela estudava e era amiga da irmã de uma amiga. E chegávamos cedo, bem antes da aula começar e ficávamos logo alí na cantina fechada, vendo todo mundo passar, conversando. Isso era todo dia. A vida faz você se afastar de umas pessoas, mas isso não significa que você não as carregue no coração. E mesmo nunca tendo sido amiga mesmo dela (no sentido de proximidade, convivência e etc) tive sim uma amizade com ela no sentido mais puro da palavra, como uma amizade deve ser, no desejo mais forte de querer o bem do outro.

E eu só vim aqui prestar minha homenagem e pedir que rezemos (não importa sua crença) por Nanda e por sua família. E por tantas Nandas (os) que se foram desse mesmo jeito trágico.

E a gente faz o quê pra isso mudar? Isso é papo pra outro post…

Adeus Nanda, fica em paz.

Anúncios

Uma resposta to “adeus Nanda.”

  1. Lucas Says:

    =*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: